sexta-feira, 3 de junho de 2011

EDUCAÇÃO, onde andas?

Na noite de ontem, 02/06/2011, realizou-se na Câmara de Vereadores de Barra Velha, às 18h30min, mais uma sessão ordinária.  Por ocasião, foi citado pelo Vereador Narciso o triste fato de uma agressão sofrida pelo Secretário de Assuntos Jurídicos do município por um empresário da região. O mais estranho da situação é que o empresário pertence a base de apoio ao prefeito municipal, que também acabou envolvido na desavença. Infelizmente nosso município tem sido citado nas mais diversas situações de falcatruas e problemas. Enquanto a administração pública perde tempo com supostos desvios de dinheiro, obras inacabadas e desavenças em geral, o tempo passa e a cidade fica esquecida e mal falada.

    Mas o mais importante nesta noite foi a presença de muitos professores da rede municipal que manifestaram seu desagravo em relação à atitude da prefeitura em não cumprir o acordo firmado anteriormente, com a promessa de reposição salarial de 16 %.  Isto levando em conta que é obrigação do estado e município pagar o piso nacional mínimo para a categoria que é de R$ 1.180,00, o que também não vem sendo cumprido.

     A Profª Terezinha falou em nome da categoria e expôs os detalhes de toda a negociação salarial que foi assinada pelo Governo Federal ainda no ano de 2008, e por uma série de manobras suspeitas do governo estadual, até hoje não foi cumprido.  A categoria dos professores além de terem seus salários achatados, nem possuem uma data base para a categoria, e constiuem uma das profissões com menor salário no nosso país. O que foi dito pela Profª Terezinha é que seja cumprida a lei que determina o pagamento justo aos professores. 

   Chamou a atenção de que apesar de um bom número de professores estarem presentes, sentiu-se a falta de uma maior união e participação desta categoria, demonstrando que muitas vezes não se manifestam por medo de alguma represália ou então por puro comodismo.

   Paralelamente à sessão da Câmara Municipal, aproximadamente às 19 h o Prefeito Samir Mattar entregou ontem, por escrito, a sua defesa em relação ao caso do desvio de verbas na Fundação Municipal de Saúde, onde foram pagas inúmeras e irregulares horas extras a médicos do município.  Estamos atentos aos fatos e divulgaremos em breve o desenrolar do caso.

                                                                 Profª Terezinha 




                                                                 Vereador Narciso



Manifestação dos (as) Prefessores(as)

S.O.S. Educação

Prefeito Samir Matar entrega sua justificativa, por escrito, à Câmara de Vereadores

Colaboração de: Marcos Andreas Junghans.
Fotos: Marcos Andreas Junghans


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos a participação de todos com comentários que sempre bem-vindos desde que em terminologia ética e adequada.