quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

REUNIÃO DA ACDI


Caros Associados e Amigos de Itajuba,

convido vocês para a primeira reunião ordinária da Associação Comunitária do Desenvolvimento de Itajuba (ACDI) do ano 2013.

A reunião acontecera em Itajuba, na sede da ACDI, segunda-feira, dia 04 de Fevereiro 2013 na Avenida 813 fds., pontualmente as 19.00 horas.

Sejam bem vindos.
Atenciosamente
Norbert A. Dohnau
Presidente da ACDI

CMDCA de Barra Velha, Mais um Passo Importante


O Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente(CMDCA) de Barra Velha proporcionou, dia 28 de janeiro de 2013, uma capacitação aos conselheiros sobre o tema: AVALIAÇÃO DE
PROJETOS SOCIAIS ,  ministrada por Marilise Klaus Einsfeldt.

O CMDCA de Barra Velha tem a responsabilidade de administrar e destinar os recursos do FIA(Fundo para Infância e Adolescência). E para fazer um bom trabalho os conselheiros precisam estar capacitados.

Quando as Entidades não Governamentais credenciadas apresentarem seus projetos para serem custeados pelo FIA o Conselho precisa estar  preparado para auxiliar e avaliar a elaboração e execução destes
projetos.

Os assuntos abordados neste encontro foram desde as diferenças entre projeto e programa social até minuciosas normas a serem seguidas para que o dinheiro do FIA seja gasto atingindo plenamente o objetivo
que é "auxiliar crianças e adolescentes a sair de situações de vulnerabilidade social".


Norbert Anton Dohnau, conselheiro titular de direitos da criança e
adolescente, representante da ACDI no CMDCA esteve presente no evento.


quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

UM POUCO DE HISTÓRIA


Ilhas Itacolomi, inspiração do amor


Lendas sempre mexem com a imaginação das pessoas. E fábula boa é aquela que traz uma boa história de amor. Reza a lenda que as Ilhas Itacolomi, localizadasem Balneário Piçarras, são a representação do casal formado pela índia Açaúna e um homem branco. A índia era filha do chefe da tribo Carijó e estava prometida ao chefe dos índios Botocudos. Um homem cruel e sanguinário. Mas foi na beira do mar que Açaúna encontrou um naufrago branco e muito debilitado. Foi aos cuidados da pele vermelha que o homem se recuperou e naquelas terras, juntos, viveram momentos de muito amor.
 

Dizem que tudo que é bom dura pouco. Foi quando o chefe Botocudo veio à tribo dos Carijós buscar sua prometida. Ao encontrá-la perdida de amor por um cara pálida, uma grande guerra iniciou. Para fugir das perseguições e da violência, mesmo estando a índia grávida, não tiveram dúvidas e se atiraram ao mar. Após passada a tempestade que se abateu sobre o local e com a claridade do dia chegando, dois rochedos puderam ser avistados no horizonte onde mais cedo não havia nada. As grandes pedras seriam o casal Açaúna e o homem branco, que permanecem até hoje de mãos dadas insinuando de que não há nada que separe o verdadeiro amor.
Há quem diga que contemplar as rochas e pedir a Deus por um companheiro (a), ou ainda, interceder para que o amor já existente se fortifique ainda mais, funciona. Acredite ou não, vale à pena passar por esse pedacinho da Costa Verde & Mar e se deparar com a beleza mística do lugar.