quarta-feira, 29 de fevereiro de 2012

REFORMAS NA ESCOLA MANOEL ANTÔNIO DE FREITAS

Ver. Douglas, Ver. Cesar, Marcos(ACDI), Diretora Leovani, Ver. Tinh e Ver. Maneca
A ACDI-Associação Comunitária de Desenvolvimento de Itajuba-está acompanhando as obras da reforma da Escola Manoel Antônio de Freitas em Itajuba, desde o início e hoje estivemos novamente no local para verificar o andamento e cronograma.
As aulas neste estabelecimento ainda não começaram,e a previsão para os alunos é no dia 05/03/2012.  Em conversa informal que mantivemos com o responsável pela empresa que executa as reformas o Sr. Thiago, ele nos informou que dentro de aproximadamente 10 dias a obra será entregue.


Conversas com o responsável pela obra Thiago.
Coincidentemente hoje quando da nossa 5ª visita, encontramos alguns vereadores de Barra Velha também visitando a obra. Todos nós manifestamos algumas dúvidas com o que vimos no local, e entre essa dúvidas a que mais gerou comentários e até críticas foi a falta de ventilação das 10(dez) novas salas de aula constridas no novo bloco.

Salas sem ventilação ou iluminação natural
Além da falta da ventilação, a falta de janelas propicia falta de iluminação natural, fato que aliado a falta de ventilação natural é bastante preocupante, pois as crianças que alí estarão estudando estarão expostas a diversos problemas. O responsável, Thiago informou que para resolver a situação da ventilação é necessário a instalação de aparelhos de ar condicionado.


Fundos das salas de aula(onde estão as janelas ?)
Nosso questionamento é o porque que deve-se gastar dinheiro público com sistemas artificiais de iluminação e ventilação se isso poderia ser resolvido com a simples implantação de janelas ?  O custo de manutenção de janelas é praticamente zero em contrapartida ao custo de instalação de ar condicionado e lâmpadas funcionando o dia inteiro.
Essa questão da ventilação já havíamos abordado quando da nossa primeira visita ao local no início das obras, e tínhamos recebido a resposta de que não era possível alterar o projeto. Fica aqui o questionamento: Não é mais fácil alterar o projeto quando ele está errado, do que ficar pagando eternamente custos de energia elétrica e manutenção ?


Outro detalhe que temos recebido como reclamação dos moradores do bairro é a falta de placas informativas da obra com os dados indicando ínício e término da mesma, responsabilidade técnica, empresa construtora e principalmente informações referentes aos custos totais. Esse detalhe é importante, pois trata-se de obra executada com recursos públicos e a população tem o direito de saber essas informações.
Ribeirão ao lado da escola sendo coberto de entulho
Ao sair da Escola, vimos que ao lado dela corre um ribeirão que é afluente do Rio Itajuba e alí constatamos que está sendo depositado entulho proveniente de construções e o mesmo está sendo empurrado para dentro do curso d'água. Muito se tem falado na grave questão das enchentes em Itajuba e Barra Velha, mas há de se ter critérios rigorosos com o descaso que está acontecendo com nossos cursos d'água. Falta bom senso de quem açoria os rios e falta fiscalização e punição por parte dos órgãos responsáveis nestas questões.


Texto e fotos:  Marcos A. Junghans

terça-feira, 21 de fevereiro de 2012

Carnaval 2012 em Itajuba-Barra Velha

21 de fevereiro de 2012

Amanhã acaba mais um Carnaval. Depois de alguns dias de folia, a cidade volta ao normal, para daqui a exatos 365 dias novamente tudose repete.
As origens do Carnaval  tem diversas vertentes, algumas dizendo que são originárias do antigo Egito, outras da Grécia e outras ainda da antiga Roma, todas muitos anos antes de Cristo. Polêmicas a parte, o carnaval como nós conhecemos, não é exclusivo do Brasil, pois é festejado em muitos países da Europa, Ásia e Américas.
O que é certo é que os primeiros moldes do carnaval como hoje é comemorado remonta o ano de 325 DC, quando a Igreja Católica instituiu a Semana Santa, que é antecedida pela Quaresma. Então a quarta-feira de Cinzas é oficiamente o primeiro dia da Quaresma, dando final a qualquer festa e pensamento profano, preparando as pessoas para um período de penitência e reflexão antes da Páscoa.



Morgana e Cris da Fundação de Turismo.



Diversão em família.
Neste ano aconteceu o Carnaval de rua em Barra Velha, e no bairro de Itajuba, a Secretaria de Turismo através de sua diretoria, promoveu festividades com Trio Elétrico na Praia de Itajuba, animando gente de toda a idade que se diverte ao som de muita música e muita animação. Nos dias 18 e 20, houve animação nos finais de tarde a beira da praia com crianças e adultos dançando e executando coreografias de conhecidas músicas carnavalescas, marchinhas e demais ritmos.

Diversão para todos.

Coreografias na praia.



Criançada brincando.
 Estivemos acompanhando os festejos e agradecemos a todos integrantes do Turismo de nossa cidade pelo empenho em tentar promover alegria para todos de forma organizada, tendo feito reuniões com as polícias e demais órgãos da administração para evitar abusos e procurando contentar a todos de forma democrática.

O que chamou a atenção pontualmente na Praia do Grant e Praia do Cerro em Itajuba, foi que aos poucos o trabalho de conscientização que a ACDI -Associação Comunitária de Desnvolvimento de Itajuba tem feito com moradores e turistas está dando resultado no tocante a limpeza e destinação do lixo na orla. Este ano, verificamos "in loco" um cuidado bem maior dos frequentadores em recolher os resíduos na areia. É claro que sempre há pessoas que espalham seus restos pela praia, deixando seus rastros de pouca educação e civilidade, mas  estão se tornando uma minoria que esperamos logo acabe!



Ainda tem lixo.
 Mas um ponto foi muito comentado e criticado por muitos frequentadores de nossa bela Praia do Grant. O aumento de esgoto e mau cheiro lançado diretamente ao mar, principalmente naquela pequena prainha ao lado do "rancho dos pescadores".  Alí há " línguas negras" que correm até o mar, produzindo repulsa de todos que alí passam. Uma boa sugestão seria dos órgãos competentes como FUNDEMA e Vigilância Sanitária, fazerem uma visita ao local para averiguarem e punirem com rigor a todos que de forma completamente criminosa despejam seus esgotos em nossas belas praias.


Língua Negra no Grant.

Não é possível continuarmos a tratar nossa natureza e meio-ambiente de forma tão relaxada que cheguemos ao ponto de poluirmos a água e a praia onde iremos tomar banho depois com nossas famílias e crianças. Será que quem tem belas casas não pode investir em sistemas sépticos adequados contribuindo para a melhoria geral do lugar onde vivemos?

Texto e Fotos: Marcos A. Junghans

sábado, 18 de fevereiro de 2012

PROJETOS APROVADOS PARA BARRA VELHA E ITAJUBA

Modelo da Passarela entre a Praia do Grant e Praia do Cerro-Itajuba
                                         
No último dia 16/02/2012, em reunião do CDR-Conselho de Desenvolvimento Regional, da SDR-Secretaria de Desenvolvimento Regional-Joinville, foram aprovados 14 projetos que haviam sido encaminhados pela Prefeitura de Barra Velha para a devida apreciação. Barra Velha foi a cidade que mais projetos apresentou e que foram aprovados.
Para nós da ACDI- Associação Comunitária de Desenvolvimento de Itajuba, e todos os moradores do nosso bairro  é uma notícia muito boa e importante, pois temos batalhado muito buscando melhorias em áreas de lazer e infraestrutura.
Ficamos muito satisfeitos também pela aprovação do projeto final da Passarela do Grant, idéia inicial do amigo Evandro Soares Pereira, que abraçamos com ele e enviamos para apreciação. No dia 10/11/2011 numa sessão extraordinária na Câmara Municipal foi realizada uma Audiência Pública para destinação de verbas suplementares do orçamento da União. A diretoria da ACDI se fez presente nesta audiência como única representante do bairro de Itajuba, e fechou questão com a execução da Passarela, no que fomos atendidos.
Parabéns a toda equipe da Prefeitura Municipal de Barra Velha pelo empenho no trabalho de apresentar estes projetos tão importantes para melhoria de nossa cidade.
Os 14 projetos aprovados pela SDR foram:

* Reforma e Ampliação do PA 24 Horas
* Aquisição de Unidade Oftalmológica
* Aquisição de um Aparelho de Ultrasonografia
* Construção do Mercado Publico
* Aquisição de Equipamentos Agrícolas
* Passarela do Morro do Grant e Deck de Madeira na Praia do Cerro
* Centro de Lazer e Ginásio de Esportes Aquáticos para a terceira idade
* Centro de Eventos
* Fixação da Barra e Desassoreamento do Rio Itajuba
* Implantação do Plano Municipal de Risco – Defesa Civil
* Revitalização do Morro do Cristo
* Pavimentação Asfáltica de várias ruas no bairro São Cristovão
* Musicalização nas Escolas
* Galeria Pluvial da Rua João Francisco da Costa em Itajuba

Sec. Bráulio Barbosa e Prefeito Claudemir Matias lado a lado na reunião da CDR.

 

COMUNICADO AOS MORADORES DA RUA BIGUAÇÚ - ITAJUBA




C O M U N I C A D O

      A Prefeitura Municipal de Barra Velha, através da Secretaria de Desenvolvimento Urbano, representada pela Sr.ª Maria de Lourdes Ribeiro Branco, juntamente com o Sr Rui, morador da Rua Biguaçú, vem comunicar a todos os proprietários da intenção de Pavimentação da mesma, de uma forma comunitária.
            Há a necessidade do contato de cada morador, com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano, localizada na Av. Thiago Aguiar, nº 100, Jardim Icaraí, Barra Velha, telefone (047) 3456-2348, e-mail  desenvolvimentourbano_pmbv@yahoo.com.br, para manifestar o seu interesse sobre a pavimentação, salientando que será uma parceria entre o município em relação à infra-estrutura e um contrato a ser firmado com a empresa de Pavimentação e o morador, lembrando que a adesão do morador é imprencidível para a realização da obra.
            Estamos realizando reuniões com os moradores e solicitamos o seu contato para sua participação.

Atenciosamente
  

terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Conheça os Melhores de Barra Velha


NOTÍCIAS DO DIA EM BARRA VELHA

CONHEÇA OS MELHORES DE 2011SABIA QUAIS FORAM OS MELHORES PROFISSIONAIS DE 2011.

ELEITOS VENCEDORES DO PRÊMIO OS MELHORES DO DIÁRIO DE BARRA VELHA

Na edição de hoje do seu Diário de Barra Velha, você vai acom-
panhar a revelação da segunda edição do prêmio  Os Melhores
do Diário.
Desta vez, você vai saber quais foram os melhores do ano de 2011,
em diversos setores, como o Melhor Vereador, Melhor Empresa
Varejista e até melhor funcionário público do ano passado.
Em breve,  Diário vai revelar quem são as 20 personalidades mais
influentes de Barra Velha. Ainda em fevereiro, a cidade vai conhecer
quem é a personalidade do ano.
O evento está em sua terceira edição.
Logo abaixo, você pode ler a lista completa com todos os premi-
ados deste ano.

MELHOR LOJA DE MÓVEIS:  MM
MELHOR LOJA DE CONFECÇÕES: PITAYA
MELHOR LOJA DE CALÇADOS: GRANDE PÉ CALÇADOS
MELHOR PONTO TURÍSTICO: ESTÁTUA DA HAVAN
MELHOR IMOBILIÁRIA: ERIVELTON IMÓVEIS
MELHOR HOTEL: FLAMBOYANT
MELHOR EMPRESÁRIO: LUCIANO HANG 
MELHOR AGENCIA BANCÁRIA: CAIXA ECONOMICA FEDERAL
MELHOR EMPRESA VAREJISTA: HAVAN
MELHOR VEREADOR: FÁBIO BRUGNAGO
MELHOR SUPERMERCADO: DUBOM SUPERMERCADO
MELHOR JORNALISTA: JUVAN NETO
MELHOR VEICULO DE COMUNICAÇÃO: AQUARELA FM
MELHOR LOJA DE INFORMÁTICA: GATEWAY
MELHOR PADARIA: DOCE SABOR
MELHOR FARMÁCIA: UNIÃO
MELHOR ADVOGADO: DR. ALEXANDRE GERONIMO BARBOSA
MELHOR FUNCIONÁRIO PÚBLICO: EM APURAÇÃO
MELHOR ONG: ACDI
MELHOR ESCRITÓRIO CONTÁBIL: SCOPOEL CONTABILIDADE
MELHOR LÍDER COMUNITÁRIO: MARCOS JUNGHANS E NORBERT A. DOHNAU
MELHOR AMBIENTALISTA: EZEQUIEL DIAS SAVINO
MELHOR OFICINA MECÂNICA: PAULISTA
MELHOR PRESTADORA DE SERVIÇO: LOTERICA NIETZEL
MELHOR POSTO DE GASOLINA: PARADA FERRETI
MELHOR SITE DE NOTÍCIAS: DIARIODEBARRAVELHA.COM.BR
MELHOR SITE: DIARIODEBARRAVELHA.COM.BR
MELHOR BLOG: ITAJUBAINDEPENDENTE.BLOGSPOT.COM
MELHOR MICRO EMPRESA: VERDUREIRA CIA DAS FRUTAS
MELHOR RESTAURANTE: O SIRI
O MELHOR DO ESPORTE: DIEGO MICHEREFF

A ACDI-Associação Comunitária de Desenvolvimento de Itajuba, sente-se lisonjeada com a s indicações de Melhor ONG de Barra Velha e também de Melhor Lider Comunitário, fato este que nos dá ainda mais ânimo de continuar agindo em ações que beneficiem o bairro de Itajuba e a cidade de Barra Velha.


Parabenizamos todos que foram escolhidos nessa eleição pois sabemos que estamos em conjunto trabalhando por uma cidade melhor.


Sabemos que há muito o que fazer pela cidade, ainda mais quando há quem se abstenha de fazê-lo ou ainda tenta de diversas  formas prejudicar ou denegrir este trabalho, tentando autopromoção pessoal em detrimento de uma comunidade carente de necessidades básicas.


Os 15(quinze) anos de atividades que a ACDI tem demonstrado a credibilidade perante a sociedade itajubense e barravelhense, e a transparência nas suas ações é a chave do nosso sucesso perante a comunidade.


Estamos sempre abertos a moradores e auxiliadores que tenham a verdadeira vontade de fazer algo de bem comum, pois o nosso lema "JUNTOS SOMOS FORTES" nunca foi tão verdadeiro. Junte-se a nós nessa ação, faça amigos e faça a diferença!


Ass:    Diretoria da ACDI

domingo, 12 de fevereiro de 2012

Reunião da rua Biguaçu - Pavimentação Comunitária

Reunião da rua Biguaçu - dia 11 de fevereiro de 2012

Na tarde de sábado, às 16h, aconteceu a primeira reunião dos moradores da Rua Biguaçu na casa do Sr. Delcídio Gadotti, para tratar de assuntos relevantes à melhoria e pavimentação da rua.
Inicialmente, os moradores, por iniciativa do Sr. Rui César Torrens, se organizaram fazendo um abaixo-assinado solicitando da Prefeitura que fizesse a manutenção e ensaibramento da Rua Biguaçu e, para isso, através da ACDI, foi encaminhado à Secretaria de Obras o pedido. Depois, dando sequência a essa questão, verificou-se a possibilidade de se executar um calçamento definitivo, pois os moradores sentem a necessidade de ter melhor acesso e infra-estrutura as suas residências visto que essa rua se torna intransitável na época de chuvas.

Então, essa primeira reunião foi marcada para que todos os moradores tomassem ciência e chegassem a um acordo sobre como será executada essa obra. Foi feito um projeto, levando em consideração Lei 309/2001, sobre a Pavimentação Comunitária. Esta lei prevê que a execução e custos da obra serão comnpartilhados pelo Executivo Municipal e os moradores que receberão a melhoria.

Assim, os moradores da Rua Biguaçu concordaram com a obra e, inicialmente, ficou acordado que a Prefeitura entraria com toda a parte de infra-estrutura (drenagem, tubos, compactação, bocas de lobo e áreas comuns aos entrocamentos) ficando para ser rateado entre os moradores as lajotas, a mão-de-obra, a areia ou pó de pedra e os meios-fios.
Segunda a citada lei, para que a obra seja executada dentro das regras da Pavimentação Comunitária, é necessário um "abaixo-assinado solicitando o calçamento  e autorizado de pelo mínimo 70% dos proprietários." (Art.2º)

A legalidade desse abaixo-assinado depende da maioria das assinaturas dos proprietários legítimos dos lotes da rua que são os pagadores do IPTU em Barra Velha, não sendo válidas assinaturas de terceiros. Dessa regularização depende a agilidade no processo para o lançamento do edital e  licitação da(s) empresa(s) participantes do processo. Além disso, frisou a Sr. Maria de Lourdes, Secretária de Administração de BV, que os moradores que souberem ou quiserem indicar alguma empresa prestadora para esse serviço, deverão encaminhar sua indicação para a Prefeitura, desde que a empresa preencha os requisitos técnicos estabelecidos no edital.
Segundo o Sr. Marcos A. Junghans, presidente da ACDI, "é importante que antes da execução da obra sejam feitas todas as ligações e instalações de água, luz, sistemas sépticos (fossa, filtro anaeróbio e sumidouro) e telefonia antes da realização das obras de preparação e compactação do subsolo, evitando assim posteriores aberturas da via, que fatalmente danificam o piso assentado".

A ACDI esteve presente nessa intermediação entre a Prefeitura e os moradores e empreiteiras por solicitação dos moradores da rua, por iniciativa do Sr. Rui César Torrens, por saber do apoio e engajamento da Associação com os moradores de Itajuba.
Também estiveram presentes o Prefeito Claudemir Matias, o vereador César do Rio Novo, o Sr. Valter Celito (de uma empreiteira de Blumenau), além da Secretária de Administração, Sra. Maria de Lourdes e da Sra Marlene e do Sr. Madruga da Associação ABC. Reuniram-se, nessa primeira assembleia, 41 pessoas e ficou acordado que dentro de quinze dias, aproximadamente, será feita outra reunião para dar continuidade a esse projeto, com dados mais definitivos, inclusive com custos aproximados por m².
Nós, da ACDI, achamos muito importante a realização deste tipo de reunião comunitária , pois ela demonstra a vontade da população em participar da administração pública, fato que é afirmado na Constituição de 1988.

Texto e fotos: Marcos A. Junghans
                      Marianne K. Junghans

sábado, 11 de fevereiro de 2012

Apresentação do grupo "Esses moços..."


Na noite de ontem, dia 10 de fevereiro de 2012, Itajuba foi brindada com uma apresentação especial do grupo lageano Esses moços...
Numa parceria entre a Fundação Cultural de Barra Velha com o SESC- SC, com apoio da Prefeitura Municipal de Barra Velha, o grupo apresentou o choro, gênero musical brasileiro conhecido em todo o mundo e, antes de ser brasileiro, é regional carioca.

Esses Moçosapresentam um choro regional serrano, com um   repertório de músicas inéditas de Alexandre Bueno (bandolineiro) ritmos da serra catarinense e do sul do país como: Bugio, Rancheira e Xote, intercalados com  Valsa, Choro, Polca e Samba.
O grupo é formado pelo Rodrigo Velho (pandeiro) que é o mentor, Alexandre Bueno (bandolim) que é o autor de todas as músicas, Paulinho Godói (cavaco) e João Gabriel Rosa (violão). Até então, o estilo de música executado por eles é inédito no mundo, mescando o tradicional choro com ritmos catarinenses diversos, sendo muito bem recebido pelo público.

Executando a música "Tudo azul"
Um bom público se fez presente no Salão Comunitário Senhor Bom Jesus, em Itajuba, e que acompanhou com entusiasmo as interpretações e explicações da trupe, pedindo bis e sendo atendidos.
"Esses moços" é nome de uma famosa música de Lupicínio Rodrigues, composta em 1948 e a versatilidade do músico, que trasitava entre as marchinhas de carnaval, choros e até hinos de times de futebol, serviu de inspiração para o grupo!

Os quatro se vestem com chapéu panamá (influência do choro carioca), bombachas e alpargatas (influência do sul do país).


A música atraiu  "outros" espectadores, que também participaram da apresentação

Texto e fotos: Marianne K. Junghans